Canon

[Review] CANON 1200D

setembro 14, 2016

    No início de 2016 fiz um curso de Fotografia e Photoshop - em parte para me relembrar de algumas coisas, pois estava enferrujada por falta de prática, mas também porque reconheci algumas lacunas no que toca ao meu domínio do software de edição de imagem, mas também da fotografia, especialmente no que toca ao uso das máquinas em modo manual.

    O que eu não sabia era o quão desactualizada estava também em termos de material. A minha Canon 350D é um dinossauro. Já sabia disso, claro, pois sei a idade dela, mas o que eu nem sequer sonhava era que existiam ISO's acima dos 1600, e máquinas onde o ISO 1600 pouca diferença no ruído faz, sequer. Foi um vislumbre de todo um extraordinário mundo novo.

    Escusado será dizer que não aguentei e nem o curso ia a meio já tinha aproveitado uma promoção da Worten, onde comprei a minha nova máquina, a Canon 1200D, com uma lente de kit (aquela que vem com todas as Canon, basicamente), mas também com uma nova ente 50mm f/1.8. Isto foi a cereja no cimo do bolo, pois é a minha lente favorita e a minha antiga já tinha umas poeiras (nada que não se limpe, mas assim fiquei com outra a um preço fantástico - basicamente custo zero).


    Deste modo tenho agora uma câmara a que vou chamar "de guerra", para levar onde quiser sem grandes preocupações em relação a riscos e poeiras (ocasiões como concertos e outros eventos são um exemplo), e outra, a nova, para sessões de fotografia mais refinadas, especialmente agora que tive também uma pequena introdução à fotografia de estúdio.

    A Canon 1200D já me serviu em algumas aventuras, especialmente em dois eventos de cosplay que fotografei e algumas sessões de fotografia de rua, assim como fotografia de estúdio e de interiores. Tenho a dizer que estou bastante satisfeita com a sua performance e que a recomendo, tanto a iniciantes como a quem já fotografa há algum tempo e está à procura de fazer um upgrade ao seu equipamento que fique em conta. A única coisa de que não gostei foi da correia, que tem uma linha vermelha de que não gostei e por isso substituí pela da minha Canon antiga.

    Por enquanto a velha Canon (mais 8 anos e será vintage) está nas mãos da minha mãe, que também se quer actualizar no que toca às novas tecnologias da fotografia, e enquanto isso fiquei-lhe com a Minolta dela como refém. Mwahahah!

    Sim, porque o mais engraçado disto tudo é que cheguei ao fim do curso com vontade de voltar ao uso do filme e das analógicas, desde a Minolta até às Lomos e Polaroids. O que nos leva ao conteúdo do meu próximo post de fotografia.

    Estejam atents! ;)

Também podes gostar de:

0 comentários

Muito obrigada pelo comentário! Tentarei responder em breve se houver alguma questão premente. ^-^

Beijinhos,
Pirralha