Cantinho do Pirralho

[Cantinho do Pirralho]: Time Gal, uma heroína vinda do Futuro

janeiro 18, 2016


    Desenvolvido pela Taito e lançado para as Arcades japonesas em 1985, Time Gal é, na falta de melhor termo, um Anime interactivo. Este jogo de acção usava full motion video (FMV) em vez dos tradicionais (e mais comuns) sprites, inspirando-se no sucesso de anteriores títulos laserdiscs, como Dragon's Lair. 

    Com a animação a ser magnificamente desenvolvida pela conhecida Toei Animation, Time Gal acabaria por encontrar o seu caminho para as consolas domésticas e para o mercado europeu em 1993, via a Mega CD, da Sega.
    Visualmente bastante apelativo, Time Gal coloca o jogador na pele de Reika, uma agente da Lei vinda do Futuro, que viaja por diferentes períodos temporais tentando aprender um perigoso criminoso foragido, Luda.

    O jogo, em si, é bastante simples e assenta basicamente na nossa capacidade de reacção. O pulsar rápido do direccional, na direcção que nos é presenteada no ecrã, bem como o uso do botão de acção, que dispara o phaser de Reika, é essencial para conseguirmos progredir nesta aventura. Contudo, com o avançar do jogo a dificuldade aumenta, pelo que se requer atenção redobrada. 

    Para evitar o cansaço causado pelo gameplay repetitivo, os programadores de Time Gal adicionaram alturas nas quais Reika pode parar o tempo. Nessas alturas o jogador é presenteado com três opções, das quais apenas uma está correcta. Com poucos segundos para escolher, o erro poderá custar uma vida à heroína. 

     Sem uma história revolucionária ou um gameplay complexo o charme de Time Gal reside em vermos a cena de animação seguinte. Até as "mortes" de Reika são interessantes. A variedade de formas de morrer da heroína de cabelos verdes são tantas que não se admirem se derem por vós a deixá-la perder, propositadamente, só para as ver.
    Apesar de tudo, Time Gal não é um dos jogos mais difíceis dentro do género, pelo que através da memorização depressa conseguiremos conclui-lo. Um jogo curto, mas divertido, com uma música e uma ambiência geral que nos transporta para o maravilhoso mundo dos Animes da distante década de 80 do século transacto.

    O jogo seria relançado em diversas compilações para consolas como a Playstation ou a Sega Saturn, embora não seja fácil de encontrar em Portugal. 

    A experimentar, ainda assim.


Review por: Ivo Silva
(podem encontrar muitas mais, sobre jogos, comics, etc, no seu blog: http://culturaeartepop.blogspot.pt/)

Também podes gostar de:

0 comentários

Muito obrigada pelo comentário! Tentarei responder em breve se houver alguma questão premente. ^-^

Beijinhos,
Pirralha