C&A

Lá por ser gorda não quer dizer que não seja vaidosa, tá?

abril 29, 2014

A C&A é a minha loja de roupa preferida. Não só porque infelizmente é das poucas no país com tamanhos grandes, mas também porque tem preços bastante acessíveis e variedade de escolha (se bem que mesmo assim volta e meia saio de lá sem compras).

No outro dia fui lá espreitar as novidades. Engordei bastante neste Inverno e as minhas t-shirts estão-me justas demais. E como o tempo já começou a melhorar decidi ver se já tinham roupa de Verão e quais as tendências de estilo e cores. 

Ora qual não foi o meu espanto quando vejo aquela superfície cheia de mangas extra-curtas se não mesmo cavas. E o mesmo se passou noutras lojas a que fui. 

- "Pronto. Tou tramada este ano!", foi o primeiro pensamento ao deparar-me com isso.


Passo a explicar toda a "tramóia":

1. Eu tenho os braços gordos. Disso não tenho vergonha, pois se toda eu tenho peso a mais é normal que os braços não sejam finos, mas tenho cicatrizes, estrias e há dois anos que tenho neles uns "micro-aventais" por causa dum problema de saúde que tive que me fez perder peso rápido demais. Depois de operada engordei tudo de novo e ainda mais um pouco. :/

2. O que não tenho é coragem de andar por aí de manga extra-curta na rua. Não quero as pessoas a olhar para mim. Já olham que baste por eu ser gorda, dispenso olhares de nojo (as pessoas são tão transparentesnas suas expressões faciais...) por causa dos meus braços.

3. Não tenho dinheiro para encomendar t-shirts com mangas de jeito na modista e antes que perguntem e me comecem aí a judiar por ser gorda, sim, estou a fazer dieta, mas a questão aqui é que por enquanto ela só me vai agravar o problema estético antes de realmente melhorar e isso é algo a ser feito com calma e não com dietas malucas.

4. Não posso ser ainda operada pois à medida que for emagrecendo a tendência é para ocorrer mais formação de aventais e não quero passar pelo processo de ser operada duas vezes. Já fui uma vez e não gostei nadica de nada do pós-operatório. Quanto mais idas àquele tipo de mesa puder evitar melhor.

5. Por razões que me são extremamente pessoais (e já considero este post extremamente pessoal também, mas não consigo calar mais isto) e que não vou divulgar aqui, não tenho nem dinheiro nem tempo ou forma, de momento, de ir a um ginásio para trabalhar os braços, e mesmo que o tivesse não veria resultados a tempo de evitar o massacre à minha auto-estima que é andar por aí com a parte superior dos braços à mostra.


Por isso peço a quem faz a "moda de retalho" o seguinte:

Dêem-nos t-shirts com mangas de jeito. E se possível bonitas, que lá por ser gorda não quer dizer que não seja vaidosa, tá? 


Já estou fartinha também sabem do quê? 

Daqueles padrões floridos foleiros na secção dos tamanhos grandes. Aparecem lá todos os anos. Muito parecidos. Uma vez até apanhei o mesmo modelo dois anos seguidos. A minha avó é que se delicia. Ela adora aquilo. Tanto que quando coloco a roupa limpa no estendal já não sei dizer quantos anos tem uma T-shirt dela. São todas tão parecidas...


Quem é que faz a selecção das roupas que serão também produzidas para as pessoas gordas? Quero uma palavrinha com essa pessoa...

Deve ser sempre a mesma. E com um gosto muito limitado, por sinal... 

- Vó, és tu a tal pessoa? Pára lá cas flores, faxabor... 

Se bem que, vá, por vezes deve faltar ao trabalho e quem a substitui escolhe algo fixe. É aí que aparecem umas pérolas, que eu aproveito. Quando consigo. São 7 cães a um osso, ali, quando aparece algo realmente bonito para quem é grande.

- Ah! E porque é que quando fazem as outras roupas, muito bonitas e variadas (e para gostos de todas as idades em vez de só para a minha avó) não as fazem até aos 50's e afins?

 
Terminando, coloco ainda o seguinte repto às lojas e pessoas da moda em Portugal:  

Se na TV dizem que a obesidade é uma epidemia e que a taxa da mesma está a aumentar isso quer dizer que não serei a única pessoa neste país com este problema. E enquanto ele não se revolve aposto que terão aqui uma óptima oportunidade de lucro ao dar mais pano para (as) mangas. Não acham? ;)

Também podes gostar de:

29 comentários

  1. Linda, já tentaste a H&M? eu trabalhei lá e nós temos uma secção de tamanhos grandes.. e mesmo os xl's na secção normal são maiores que o normal... e são todos modernos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A H&M por acaso foi logo a loja onde fui a seguir e infelizmente no sítio onde fui, perto de onde moro (ainda assim é uma viagem de meia-hora de carro e tenho de apanhar boleia de alguém pois não tenho carta) não têm lá a secção de tamanhos grandes, apenas alguns XL espalhados com as outras roupas, mas são um XL pequeno pra mim, ficam-me justas e notam-se logo os pneus todos e eu não gosto disso... A única coisa que consigo do meu tamanho na H&M são leggings e mesmo assim ficam todas esticadas e notam-se as cuecas, logo só posso usá-las com vestidos, para não andar aí a fazer figurinhas. xD

      Já vi essa tal secção de tamanhos grandes da H&M de que falas toda catita, sim, mas só em Lisboa - onde comprei um tshirt há uns anos e ainda hoje me serve. Pena é que já a manchei com óleo a cozinha uma vez. :c Devia ter aproveitado na altura e comprado mais, mas estava mal de dinheiro. :\

      Eliminar
    2. H&M do Mar Shopping, é onde vou. A única cá do norte com tamanhos grandes (que seja do meu conhecimento).

      Eliminar
    3. BTW, compro leggings numa loja online. O preço é um bocado alto, mas são de ótima qualidade, duram bastante e não ficam transparentes!

      Eliminar
  2. Olá! gostei muito do que disseste porque identifico-me com o que dizes. No secundário também era bem gordinha e as roupas da Zara, Bershka e afins deixaram de me servir... era muito frustrante ir às compras e eu que adoro moda. A C&A foi, sem dúvida, uma ajuda porque de vez em quando lá apareciam umas camisolas e blusas eu me agradavam. Mas não chegava. Uma amiga minha (gordinha também) disse-me que mandava vir a roupa da La Redoute e eu experimentei. Desde então encomendo a minha roupa de lá e digo-te que, agora visto o M e às vezes o S nas partes de cima dessas mesmas lojas dos centro comercial e mesmo assim, metade da minha roupa é da La Redoute. Têm imensas promoções, códigos de desconto, se não gostares de te ver ou não te servir podes devolver. Tem uma enorme variedade de peças e, mais importante que tudo, tamanhos e mangas. :)

    Beijinhos
    http://flowersandlipsticks.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu por acaso já comprei roupa na La Redoutte há uns anos e ainda tenho uma camisola de lá que adoro, mas eu gosto e prefiro mesmo é aquela coisa de experimentar primeiro, ver como "cai" no corpor, etc. Além de que odeio esperar. xD

      Obrigada pela dica ainda assim, e comentário! Bjnhos!

      Eliminar
  3. Ó Pirras e nao gostas da Primark? Eu sou GG. Grande e gordita, e adoro a Primark:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenho Primark aqui perto, lembras-te de me queixar disso em relação a não poder aproveitar os preços baixos deles nos pincéis? xD

      Em Coimbra abriu uma entretanto e eu fui visitar a loja numa das minhas últimas estadias nessa cidade e além de não aguentar muito tempo lá dentro (nem sei como sobrevivi!!!) não tinha nada para o meu tamanho. Era tudo "quase lá, era só mais um número acima, carago (ou dois, dependendo dos modelos)". :\

      Eliminar
  4. Ia dar a mesma sugestão que a Marta. A Primark costuma ter muita variedade. Tanto de tamanhos como de feitios :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu vou só repetir aqui o que respondi à Marta, só pró caso de teres activado a notificação de respostas, oki? :3

      Não tenho Primark aqui perto. Em Coimbra abriu uma entretanto e eu fui visitar a loja numa das minhas últimas estadias nessa cidade e além de não aguentar muito tempo lá dentro (nem sei como sobrevivi!!!) não tinha nada para o meu tamanho. Era tudo "quase lá, era só mais um número acima (ou dois, dependendo dos modelos)". :\

      Eliminar
  5. Identifico-me! Já estive muito mais gorda, e a maior parte da roupa para pessoas mais fortes é odiosa! Parece que é toda feita de propósito para ser feia! Diferente. Mas, um diferente para o horrível.
    Encontrei conforto na H&M, na Primark, Promod, Stradivarius tb teve camisolas enormes, la redoute (taillissime). Passei a usar muitas coisas com elastano, com acessórios e complementos que não evidenciassem tanto esses tais pneuzinhos.
    Primeira coisa: sentir-te bem contigo própria. Ama-te a ti!
    Bjinhooossss grandes! :*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dessas todas que mencionaste apenas encontrei algo que me servisse na H&M. Infelizmente na zona onde moro não tem pelo que tenho de me deslocar bastante para encontrar uma. Ainda assim, o que de lá me serve são só leggings e ficam todas esticadas, é uma desgraça, só dá para usar com vestidos... E desgraçam-se facilmente, também. :\

      Felizmente a Ana ali acima já me indicou um C.C. onde há uma H&M com a famosa secção de tamanhos grandes (aquela que visito não a tem) e pode ser que tenha sorte na minha demanda da próxima vez. :D

      Bjnhos e obgada pelas palavras. Estou emocionada com todas vós. Não esperava esta reacção assim ao meu post. ^^;

      <3

      Eliminar
  6. infelizmente vivemos num país em que moda não é pra todos...

    xoxo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois. "Se és gorda não tens bom gosto", é o que devem pensar. Que se temos peso mais não nos importamos de como andamos vestidas ou não. Enfim... -.-"

      Eliminar
  7. Como te percebo! Ir comprar roupa é o pior de sempre, e os tamanhos grandes nem sempre têm coisas giras! :( não entendo como continuam a fazer tudo super slim!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois! E desde o ano passado que tem sido pior. Antes era o super slim, agora veio a moda das skinny jeans, também... Socoooooorro! D:

      Eliminar
  8. https://www.facebook.com/ModaParaGordinhas :P , Não gosto do nome da página, mas já estive a ver umas coisas ,lindas lá. elos visto a venda em si é no facebook https://www.facebook.com/pages/DMotta-Moda-Acessórios... Mas pareçe ser muito recente... a Marta que é mais crake em descobrir fakes, que dê uma olhadela e veja se é de confiança :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estive a espreitar, apesar de não gostar de encomendar roupa sem a ter experimentado, e não gostei muito do que vi. Ou melhor, o que gostei era peças sem mangas. As outras não faziam o meu estilo... xD Raios ma parta mais os aventais!

      Obrgada, ainda assim, pelo apoio e pela ajuda, Rackel.<3 Bjnhos

      Eliminar
  9. Concordo contigo, no que diz respeito às lojas. São poucas aquelas que fazem roupas para pessoas "ditas normais" :) Não sou gorda, mas também não sou magra :p tenho barriga (e muita) e peso perto de 85kg com 1,75 e as lojas stradi, berksa. nem entro, pois sei que as roupas lá não me servem.
    A C&A gosto, para espanto de muita gente, há roupa muito bonita lá e que me serve! :) A Primark, só se for tamanhos grandes, ou roupa de homem. Sim, eu uso roupa de homem :p :)
    Beijinhos*
    alebanac.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hehe. Anabela, agora lembraste-me a mim própria. Quando andava no secundário usava roupa de homem. Não queria outra coisa, calças, camisas e T-shirts. Só depois, na faculdade, é que fui comprando alguma roupa mais dita feminina. :)

      Eliminar
  10. Infelizmente somos mais do que as que falam aqui. Todos os anos quando preciso de umas roupas novas entro em stress só de saber que tenho de ir ás compras, ver coisas lindas que não me servem, só fazendo como digo, comprar duas e juntar as duas. E ainda ouvir - Esta serve de certeza!, e eu a dizer que não e ser obrigada a vestir para calar essas vozes que só me fazem sentir cada vez mais frustrada. Por isso é que só tenho comprado uma peça de roupa por verão e outra por inverno nos últimos anos, e porque a minha mãe faz questão para eu ter uma coisa nova e não andar sempre com as mesmas roupas velhas, mas com as quais me sinto confortável. Antigamente ouvia constantemente tens de engordar, nem comes, és viva sem comer. Depois por problemas de saúde em meses engordei quase 40 kg, numa semana comprava roupa e na seguinte já não servia. E como o maior volume á mesmo a barriga ando há anos a ouvir -Estás de quanto tempo? Mesmo as pessoas sabendo que eu não posso ter filhos por enquanto por motivos de saúde. E agora a vida é ouvir, tens de emagrecer, e eu respondo que ando a fazer dieta, -mas não podes deixar de comer com os problemas de saúde que tens, e eu respondo que fazer dieta não é deixar de comer mas ter cuidado com a boca. Mas as pessoas insistem e eu volto a dizer que com as medicações que tomo não consigo emagrecer. Peço desculpa pelo desabafo, mas tudo isto para dizer que quem tem de criticar arranja sempre um defeito no outro para o fazer, e para pessoas maiores, que também são vaidosas, infelizmente no que toca ao mercado da roupa temos de nos limitar ao resto dos tecidos das cortinas que eles vão buscar, porque quem precisa tem de comprar o que há e não o que gosta. E realmente se é como dizem que 60% dos portugueses têm excesso de peso, muitos sendo mesmo obesos, como não há alguém que pegue neste nicho? Sim temos de pagar mais porque é mais tecido, mas pagamos com gosto se forem preços razoáveis e não exorbitâncias como se costuma ver, isto quando é algo de giro e com estilo, porque temos sempre claro as cortinas da avó que são mais baratas. Jokas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai, o "Esta serve de certeza!" enerva taaanto! É isso e o "oh, mas nós temos números para o seu tamanho..." e vão buscar um 48 que se fosse na C&A seria um 40. E depois na C&A é o que é... Eu realmente não percebo porque não pegam no nicho. Nós somos bastantes e temos bom gosto, só não o mostramos tanto porque não nos deixam... Ou então vamos a modistas, mas aí fica tão caro e nem sempre se acerta com uma que faça bem as coisas perto de nós...

      O "Estás de quanto tempo?" e outras variações também já ouvi, apesar da minha barriga não ser a típica de grávida. Nem sei se não farão de propósito, mesmo. Algumas, nem todas, vá. Ainda tenho alguma fé na humanidade.

      Desabafa à vontade e sempre que quiseres, anicla!

      Eu subscrevo grande parte do que dizes, e mesmo que não o fizesse o meu blog é aberto a todos que venham por bem para aqui falar.

      E eu tenho ainda a dizer que me emocionei com o teu comentário e que to agradeço do fundo do coração. :*

      Eliminar
  11. olá,eu também sou gorda, também sou vaidosa, e também tenho dificuldades em comprar roupa,ora pk são caras ora pk não há o meu nº...tb me ibentifiquei com o que a Anicla disse...quantas vezes experimento roupa quando me dizem" experimenta,tenho a certeza que te serve", e ao vestir ouve se o som das linhas a partir...fico genuinamente vermelha...ás vezes nem sei pk fico tão envergonhada,sendo que o mal é mau,em todos os aspetos.... beijinho

    ResponderEliminar
  12. Pá, faz como eu e dedica-te ao DIY, desde que comprei uma máquina de costura que me divirto imenso a fazer roupas para mim :D

    ResponderEliminar
  13. Acho bem que te cuides. Se não gostares de ti em 1o lugar pelo que és quem gostará :)

    ResponderEliminar
  14. Agora a Mango tem a coleção Violeta que é para pessoas mais cheiinhas =)

    ResponderEliminar
  15. Há anos que para mim é um suplício ir às compras de roupa. Ou melhor ir às lojas e perceber que nada me serve, que eram mais um ou dois números e estava lá. Já cheguei a comprar roupa na secção de homem exactamente por ser mais direita e conseguir roupa que me servisse.
    Na cidade onde vivo não há lojas com roupas grandes e a preços acessíveis. (e já agora com roupa com ar minimamente jovem, a maior parte de roupa parece ter sido feita para a minha avó).
    Quando estava a estudar em Lisboa ia algumas vezes à H&M da baixa. Às vezes encontrava umas coisas, outras vezes nem por isso. Ultimamente tenho-me virado para as compras online, especialmente a ASOS, têm uma linha CURVE que têm coisas modernas e jovens. É chato ficar à espera, e os preços nem sempre são friendly (mas têm descontos interessantes e tirando um vestido que comprei demasiado grande e que estupidamente não devolvi, tudo o que comprei lá têm sido on point). E com isto acabou a ansiedade que era ir comprar uma peça de roupa tão simples como um par de calças.

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelo comentário! Tentarei responder em breve se houver alguma questão premente. ^-^

Beijinhos,
Pirralha